Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

Como fazer o planejamento financeiro da sua corretora?

Como fazer o planejamento financeiro da sua corretora?
Maria Luíza Mello
jun. 24 - 3 min de leitura
1 Curtidas
0 Comentários
0

Analisar e planejar o fluxo de caixa da sua corretora é uma atividade essencial. Ao contrário do que muita gente pensa, é possível fazer um planejamento financeiro organizado de forma simples, objetiva e gratuita. 

Siga os três passos a seguir e organize as finanças do seu negócio!

Passo no 1 – Identifique suas receitas

Analise suas comissões e separe-as por ramo – automóvel, residencial, vida etc. - e por classificação - agenciamento, vitalício ou comissão de seguro anual. A partir dessa classificação, entenda como está distribuída a receita da sua corretora e comece a elaborar suas previsões de entradas de dinheiro, em cada uma dessas classificações, à medida que fechar novos negócios. 

Os valores de comissão vitalícia, como os de seguro de vida, entram na previsão todo mês. Já os valores de comissão de seguros com renovação anual, como automóvel, podem ser previstos com base no que ocorreu no ano anterior.

Ao separar as receitas previstas por ramo, você consegue projetar o faturamento da corretora pelo período que você quiser, e ainda identificar quanto cada ramo impacta no seu negócio hoje. 

Passo número 2 – Organize as suas despesas 

Seu negócio tem custos para operar e você precisa identificar que custos são esses, com que frequência eles ocorrem e para que eles servem. 

Comece colocando em uma planilha todas as suas despesas do último mês. Identifique quais delas são despesas fixas, ou seja, se repetem todos os meses, e quais são despesas variáveis. As despesas variáveis são aquelas que só acontecem em situações específicas. Depois, classifique as despesas por finalidade como despesas de marketing, despesas administrativas, despesas de TI etc. 

Ao classificar as despesas da corretora, será possível projetar quais vão se repetir todos os meses e quais vão ser extras. As que se repetem representam seu custo operacional mensal. Já as despesas extras você pode buscar distribuir ao longo do ano para que elas ocorram em épocas mais propícias, quando o seu fluxo de receitas for mais confortável. 

Passo número 3 – Projete seu lucro e defina a sua remuneração

Com a projeção das receitas e das despesas da corretora mês a mês, você poderá fazer a previsão de quanto vai ficar de lucro na operação. A partir daí, será possível organizar suas retiradas mensais de forma a suprir sua necessidade e ao mesmo tempo não deixar furos financeiros na corretora, prevendo ainda a um valor para reinvestimento no negócio. 

Passo número 4: Defina metas de crescimento e alinhe seu planejamento

Você pode e deve acrescentar no seu planejamento financeiro as suas metas de crescimento. Ou seja, você precisa calcular quanto de comissão o crescimento que você está prevendo deve gerar e colocar esses valores na sua planilha, mas não se esqueça de projetar os custos das ações de vendas que vão proporcionar esse crescimento também. Com esses números você projetará o cenário otimista de crescimento do seu negócio, que pode ser contraposto ao cenário onde há apenas manutenção da carteira atual. 

O mais importante do planejamento financeiro é ter uma visão realista do seu negócio projetada para frente, de modo a poder tomar decisões mais seguras. 


Denunciar publicação

Maria Luíza Mello

Corretora de seguros e produtora de conteúdo, canal Segura Essa! e Engarde Corretora de Seguros

1 Curtidas
0 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você