Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

A história de uma menina corretora. Para você corretora mulher!

A história de uma menina corretora. Para você corretora mulher!
Paula Cristina Neiva
mar. 8 - 3 min de leitura
5 Curtidas
3 Comentários
0

 

Iniciei a minha carreira no mercado segurador em 1994. Na época, uma corretora de seguros conhecida estava recrutando jovens garotas para atendimento aos clientes de um novo ramo de seguro que estava revolucionando o mercado de locação de imóveis. Nós chamávamos aquele ramo de "Seguro Fiança". Ainda tenho em mente a sensação de entrar naquele prédio tão moderno e bem decorado. A minha entrevistadora e futura gerente reparou e me disse: - "Será que você está interessada na vaga pelas aparências?" Eu respondi que não mas eu estava sim muito deslumbrada. Eu vinha de uma pequena fábrica de roupas infantis no meu bairro, e lá eu trabalhava como ajudante geral desde meus 14 anos. Não que trabalhar na fábrica fosse algo ruim, pois ali aprendi a ser diciplinada e a valorizar o meu dinheiro e até hoje uso isso na minha vida pessoal e profissional, mas aquele escritório chique era mesmo um sonho para os meus olhos de menina que tinha curso e diploma de datilografia! Inicialmente aprendi sobre as atividades do fiança e depois passei para outros ramos: automóveis, condomínio e vida em grupo. Uma coisa que sempre me chamou a atenção, é que o nosso mercado era muito masculino, porém aquela empresa estava mesmo à frente, pois muitas jovens trabalhavam ali. Nos tornamos mulheres fortes, corajosas e a maioria de nós ainda atua no mercado de seguros. Durante aqueles anos, nós "as meninas do fiança" pudemos acompanhar o crescimento do mercado segurador e acreditem, a coisa era bem mais difícil do que nos dias de hoje. As apólices eram impressas e demoravam 15 dias para chegar, as circulares da SUSEP ficavam arquivadas numa pasta, o computador parecia um bicho de 7 cabeças e o aparelho de fax era a coisa mais rápida que existia ali. Quando a internet chegou, não podíamos imaginar o quão rápido se tornaria o nosso trabalho. Hoje, a linguagem prática do mercado on-line é tão presente que quase me esqueço das dificuldades que tínhamos para trabalhar e aprender sobre seguros. Consegui trabalhar todos esses anos me adaptando a novas realidades e  incluindo casamento e filhos no currículo. Como profissional de seguros posso afirmar que nós mulheres, hoje ocupamos um lugar de destaque e respeito no mercado segurador e temos à nossa disposição, consultoras, gestoras e escolas interessadas na carreira das mulheres de seguros. Acredito que com garra, força e determinação todas nós podemos ser mais que vencedoras. E é por tudo isso amiga corretora, que eu te digo neste nosso dia: "Levante-se, abra seu notebook, ligue seu smartfone, hidrate seus lábios, e lute como uma mulher". Feliz dia das mulheres! 


Denunciar publicação
5 Curtidas
3 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você